17
Fev 09
 
Chegou,
De sorriso terno e desconfiado,
Os olhos cansados, os braços parados,
A boca ausente, que nada promete,
A roupa garrida, gasta e curtida,
Pelos sois e chuvas, de toda uma vida.

Chegou,
De mão estendida, sofrida,
Esperando a ajuda prometida,
Sem palavras, os lábios sem côr,
Os olhos cansados, os braços parados,
Sofrendo, calada, sem gritos de dor.

Pediu,
Mas pediu com o orgulho de quem merece,
Como se, na nossa ajuda modesta,
Atendendo à sua muda prece,
Pudéssemos pagar todo o preço,
Que, na África das savanas,
Pagam, todos os dias, as mulheres africanas.

Partiu,
De olhos cansados,
De corpo parado,
Sem se deter,
Com um obrigado.

Assim é
a Mulher Africana,
Rainha de tudo,
Dona de nada.

 

Pedro Moço

 

                 A única semelhança entre uma mulher africana e uma mulher portuguesa é a sua capacidade de gerar um novo ser. Poucos pontos de contacto existem entre elas: a disparidade é enorme. Uma mulher portuguesa tem a possibilidade de escolher o seu futuro, pois teve educação e hoje pode optar pela sua profissão, enquanto que a mulher africana teve simplesmente a escola da vida: sujeita-se às ordens do marido do qual tem vários filhos e o seu trabalho é cuidar deles e ensiná-los a realizar as tarefas que permitem a sua sobrevivência, tal como plantar e colher frutos e legumes nos campos.
                 A ONU lembra que «todos os Homens são iguais, independentemente do sexo». No entanto, nestes países em desenvolvimento, os direito Humanos são na maior parte das vezes distorcidos da realidade e criados de modo a beneficiar o homem, prejudicando assim a mulher que é muitas vezes vítima desta injustiça.  
                A foto acima publicada foi retirada do blog http://psvicente.blogspot.com bem como o poema, da autoria do geólogo Dr. Pedro Moço. 
publicado por SOS África às 13:08

14
Fev 09

            

             A educação é o meio que possibilita o sucesso de cada indivíduo na sociedade. Embora seja extremamente necessária, ainda existem aldeias como Empada onde as crianças não vão à escola porque é necessário ajudarem os pais a garantirem algum dinheiro e para sustentar a família: trabalham horas no campo e sobretudo na pesca para levarem alimento para casa, onde habitam quase sem condições mínimas. É esta a realidade de muitas crianças e jovens que não têm uma vida como a nossa e vivem o dia-a-dia não a lamentarem o que não têm mas sobrevivendo com o que têm, que é pouco ou mesmo nada.
publicado por SOS África às 10:54

08
Fev 09
publicado por SOS África às 11:08

25
Jan 09

 

             Com o desenvolvimento do nosso projecto concluímos que não basta divulgar: temos todos o dever de ajudar. Por isso resolvemos fazer uma campanha na nossa comunidade para a recolha de roupas, bens alimentares e material escolar.  As roupas podem ser usadas mas é conveniente estarem em bom estado, o mesmo acontece com o material escolar: não procuramos manuais, mas sim utensílios que usamos no nosso dia-a-dia e aos quais estas crianças não têm acesso.  

          Caso sejas aluno da Secundária dos Carvalhos poderás deixar o teu contributo no bloco A, junto à secretaria. A campanha de recolha irá decorrer desde o dia 23 de Janeiro até ao dia 3 de Março de 2009.   

         Posteriormente serão seleccionados os bens e durante o mês de Março serão entregues na instituição Aldeias SOS sediada em Gulpilhares, a qual ajuda as crianças mais desfavorecidas.

        

Ajudem-nos a ajudar

 

 

«Sei que o meu trabalho é uma gota no oceano, mas sem ele o oceano seria menor.» 

 

Madre Teresa de Calcutá

 

publicado por SOS África às 13:22
tags:

24
Jan 09

 Meta 1: Reduzir para metade, entre 1990 e 2015, a proporção de pessoas cujo rendimento é menor que um dólar por dia.

 

Meta 2: Reduzir para metade, entre 1990 e 2015, a proporção de população afectada pela fome.

publicado por SOS África às 23:28
tags: , ,

19
Jan 09

             Durante este mês iremos desenvolver dois dos 8 ODM:  

 - Erradicar a pobreza extrema e a fome;

- Alcançar o ensino primário universal;

  

         Para o primeiro ODM Erradicar a pobreza extrema e a fome. resolvemos criar um vídeo e recolher algumas informações sobre a fome no Mundo e em particular a fome em países africanos.  

                 
               No século XX, as Nações Unidas estabeleceram que «todo homem, mulher, criança, tem o direito inalienável de ser livre da fome e da desnutrição». Consequentemente, a população mundial tem como obrigação assegurar o alimento a todos os indivíduos desnutridos, de forma a diminuir a taxa de mortalidade.     
                  
          As causas da fome são variadas:
            ·     Escassez de terrenos para a produção devido à superpopulação;
      ·     Incorrecta distribuição dos alimentos;
      ·     Catástrofes Naturais ou causadas pelo Homem 
               As consequências da fome são mais visíveis nos países em desenvolvimento, tendo maior incidência nos países Africanos.
publicado por SOS África às 17:39

18
Jan 09

   

      O DEL8 é um concurso promovido pela ad GENTES para todos os alunos do Secundário.

      A Associação Ad Gentes destina-se ao envio de leigos e voluntários para países em  desenvolvimento e à realização de actividades sociais e educativas para o desenvolvimento dos mesmos. Um dos objectivos desta associação é a divulgação dos obejctivos do milénio a fim de se cumprir as metas estabelecidas.

      Estes obejctivos do Milénio serão abordados pelo grupo aqui no blog ao longo do projecto.

publicado por SOS África às 16:59

Qual dos Oito ODM se concretizará primeiro?
Erradicar a pobreza extrema e a fome
Alcançar o ensino primário universal
Promover a igualdade de género e a capacitação das mulheres
Reduzir a mortalidade infantil
Melhorar a saúde materna
Combater o HIV/SIDA, Malária e outras doenças
Garantir a sustentabilidade ambiental
Criar uma parceria mundial para o desenvolvimento

arquivos

 

Projecto DEL 8

Escola ES/3 De Carvalhos

12ºA


Ana Carolina

Ana Catarina

Carla Pereira

Cátia Nogueira


Visitas

Multimédia


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO